Arquivo da tag: #tratamentoparaopescoco

Como manter os cuidados com a pele do pescoço ?

www.dramonicalinhares.com.br
pelepescoco

Está na hora de começar a cuidar do seu pescoço.

Independentemente da idade, é preciso estar atento às mudanças na região e trata-los o quanto antes. Na juventude, em geral, há um acúmulo de gordura – o chamado queixo duplo” – que leva o paciente a perder o contorno da mandíbula. Com o passar dos anos, a situação muda. A flacidez muscular e a flacidez da pele alteram a aparência do pescoço. O que importa é que, em todos os casos, há solução para reposicionar a pele, melhorar o contorno e tratar das rugas finas na região.

Para quem sofre com o queixo duplo, a boa notícia é que o tratamento não precisa mais ser invasivo, como uma lipoaspiração na região. Hoje, conseguimos remover a gordura da região sem cirurgia. De acordo com a situação, podemos usar radiofrequência focada ou injeções de desoxicolato. São dois procedimentos que recuperam os ângulos da mandíbula.

pele pescoço
pele pescoço

Em pacientes mais maduros, a estratégia é outra. O problema começa no plástima o músculo que contorna toda a parte lateral do pescoço. Com o tempo, ele fica progressivamente flácido e esse efeito, combinado à flacidez da pele, cria as rugas centrais. Em geral, opta-se pela cirurgia, recolocando a musculatura na parte de trás do pescoço, próximo à nuca e as orelhas.

Tratamento com fios é opção para evitar a cirurgia
Agora, em consultório, há outra opção, menos agressiva e radical. Trata-se dos fios duplos de ácido polilático, que são totalmente absorvíveis pelo organismo. Esses fios são usados há anos em diversas áreas da medicina, em especial na cardiologia. Alem dos fios de  ácido polilático temos também fios Feitos de PDO, estes fios são os mesmos usados para costurar o instetini e são absorvíveis .Eles promovem um “aperto” no plástima, garantindo um contorno mais acentuado e natural.
O fio é implantado por meio de micro incisões por baixo da pele e, como possui “garras” em todo sua extensão, suspende os tecidos. Mal comparando, funciona como um arame, que recoloca os músculos e tecidos no lugar, tratando a flacidez da pele.
O procedimento requer anestesia local e dura cerca de uma hora. O pós-operatório é simples e, em média, após oito dias, o paciente volta a suas atividades. Vale lembrar que esses fios podem ser utilizados em toda a face.
A indústria de cosméticos já percebeu que, cada vez mais, mulheres e homens querem manter o pescoço bonito e jovial e, de olho nesse público, vem trabalhando em cremes com princípios ativos específicos para a região.

Quer saber mais sobre tratamentos para face e para o pescoço.Acesse o site : www.espacosauderio.com.br/tratamentos-faciais