Olheiras… Como tratá-las de uma forma pontual e efetiva

 

www.dramonicalinhares.com.br
www.dramonicalinhares.com.br

 

Olheiras …

O olhar é o reflexo do nosso estado de espírito, do nosso humor. Mas ele também reflete o nosso estilo de vida, porque é uma das áreas mais sensíveis e expostas às agressões do nosso dia-a-dia.

Portanto, olheiras incomodam muito. Reduzir ou acabar com os círculos escuros ao redor ou debaixo de olhos é um pedido comum no consultório. Muitas vezes, precisamos usar diferentes técnicas para combater o problema, mas um diagnóstico eficaz encurta o caminho até a solução.

O fato é que as olheiras afetam homens e mulheres de todas as idades, sem distinção de raça ou idade. Os tais círculos escuros – que muitos comparam à “máscara” ao redor dos olhos dos pandas – deixam a aparência cansada e triste. As causas do problema são múltiplas e o resultado do tratamento dependerá diretamente da gravidade do caso.

Não foi à toa que muitas palestras do último congresso da Academia Americana de Dermatologia, realizado em março, em Washington, nos Estados Unidos, trataram do assunto. Na avaliação de especialistas do mundo todo, olheiras podem estar relacionadas a estímulos diversos ou agressões externas. Outra causa possível é uma alimentação rica em fatores que causam a inflamação e induzem à formação de radicais livres, originando um extravasamento de células que aderem à parede dos vasos, levando ao escurecimento na camada profunda da pele e ao aspecto da olheira e do edema.

Mas, então, o que causa olheiras ? Posso citar a perda de volume na pálpebra e no meio da face; áreas ao redor dos olhos com pigmentação superficial e profunda; pele muito fina, com pouca gordura entre a derme e o músculo; e a presença de bolsas de gordura saliente, que criam um efeito de sombra.

www.dramonicalinhares.com.br
www.dramonicalinhares.com.br

A solução do problema pode ser preventiva – com um tratamento que interrompa o processo inflamatório. Outra saída é usar uma terapia que reduza a quantidade de células sanguíneas oxidadas, responsáveis pela hiperpigmentação.
De qualquer modo, em geral, há duas frentes de ação: a restauração do volume e a pigmentação. Para isso, recomendo a avaliação primária da pele, que checa se o pigmento é superficial ou profundo. Se as olheiras são causadas por excesso de pigmentação, partimos para o branqueamento da pele, com agentes fenólicos tópicos ou agentes despigmentantes não fenólicos, combinados à terapia a laser.
Usamos princípios ativos como a hidroquinona (HQ) e ácido kojico em aplicações duas vezes por dia, durante um período de quatro a seis semanas. Alguns pacientes apresentam irritações na pele e cabe ao dermatologista diminuir ou aumentar a quantidade do produto que deve ser usada. Outra substância eficaz para a redução do pigmento é a melanozyma (lignina-peroxidase). Ela “quebra” a melanina existente na área afetada, diminuindo a pigmentação.  Essas substâncias podem ser aplicadas com laser fracionado, que favorece a penetração das drogas tópicas.

Peelings químicos e laser desgaste são eficazes num segundo momento do tratamento. Mas, não raras vezes, têm um desagradável efeito colateral: induzem à hiperpigmentação pós-inflamatória. Ou seja, em vez de melhorar, podem piorar o problema. Sem falar no evidente risco de usar laser ao redor das pálpebras.

Porém, sempre explico aos pacientes que o tratamento contra olheiras é demorado e que os resultados, nem sempre, são espetaculares. Muitas vezes, preciso combinar terapias diferentes para um efeito minimamente satisfatório. Além disso, quem quer diminuir as olheiras precisa evitar a exposição ao sol e usar óculos com proteção solar, para impedir o estímulo à produção de melanina.

Em outros termos, sair de casa sem filtro solar e corretivo nesta região só contribui para acelerar o envelhecimento desta área e piorar o problema.

Se você  sofre com olheiras e isso também vem afetando sua auto-estima, há um tratamento que eu quero recomendar para você com Exilis Elite  não invasivo, que não agride a pele e  que restaura o volume, tratando  das rugas finas e melhorando as olheiras.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *