Como tratar estrias – Conheça as novas terapias de sucesso

estrias -causas e tratamentos
estrias -causas e tratamentos

Entre os vilões da beleza que atormentam as mulheres, as estrias são uma das principais causas de desespero. Essas marcas não apenas incomodam: elas também diminuem a autoestima de qualquer mulher. Em geral, surgem nos seios, quadris, glúteos, abdômen e coxas, quando há um estiramento rápido da pele, como na gravidez, ao ganhar peso ou no período de crescimento da puberdade.
As estrias têm colorações diferentes. As marcas avermelhadas são mais recentes. Por isso, respondem bem aos tratamentos dermatológicos. Já as esbranquiçadas são como cicatrizes e precisam de procedimentos mais eficientes, como o microagulhamento. Essa técnica vem sendo muito comentada em congressos de dermatologia e acredito que, combinada a outras tecnologias disponíveis no mercado, oferece resultados animadores.

Estrias -Como tratar ?
Miroagulhamento para estrias e cicatrizes

Mas o que é microagulhamento?
Trata-se de um aparelho com agulhas que faz furinhos (tecnicamente micro puncturas) na pele de diferentes profundidades, sempre variando entre 0,25mm e 3mm. Esses furinhos formam canais que facilitam a penetração de princípios ativos para a derme, ou seja, para a camada profunda da pele, permitindo uma resposta do organismo mais rápida. Traduzindo em miúdos, o microagulhamento permite que os cremes cosméticos atuem com mais eficácia. Além disso, as rotas transcelulares induzem a aceleração da cicatrização, por meio da produção natural de colágeno.

E como aproveitar ao máximo o seu efeito?

O microagulhamento já é um tratamento de ponta para estrias. Seu efeito, porém, pode ser potencializado pelo laser de CO2. Os feixes de luz penetram na região causando a vaporização e a contração das camadas superiores e média da pele. O resultado é uma melhora da textura da área tratada e o aumento da produção de colágeno.
Os resultados começam a aparecer cerca de dois meses após o procedimento. Estamos falando aqui de três ou quatro sessões, com intervalos de 45 dias entre elas. O paciente pode realizar suas atividades após o procedimento. Importante lembrar que esse tratamento deve ser feito em consultório, para que o dermatologista possa avaliar as condições da pele e o número de sessões que serão necessárias. Também caberá ao médico prescrever os produtos cosméticos para manutenção dos resultados

Razões para usar cremes com retinol

RETINOL
RETINOL

 

As razões para usar cremes com retinol

Você tem dúvidas na hora de escolher um creme antienvelhecimento? Sempre fica com a impressão de que gastou muito e não teve o resultado esperado? Pois bem, se você não quer mais jogar dinheiro fora, há muitas razões para investir num produto com retinol. Esse princípio ativo começou a se tornar popular na década de 90 do século XX, como tratamento para acne. Os pacientes, porém, relatavam uma mudança significativa também na diminuição de rugas o que abriu os olhos dos dermatologistas para outros usos possíveis do retinol.
Só para dar uma ideia, um estudo realizado com idosos pela Universidade de Michigan (EUA) comprovou que a pele tratada com uma loção à base de retinol fica mais hidratada e com rugas atenuadas. A produção de colágeno aumenta, a aparência fica melhor e diminuiu a probabilidade do surgimento de feridas na superfície da pele.
No consultório, frequentemente escuto histórias como a da paciente a quem, há cerca de um ano, recomendei um creme à base de retinol, de uso diário. “Senti muita diferença na minha pele, já tinha algumas marcas de expressão no rosto e elas atenuaram bastante”, diz a jovem, que ainda não chegou aos 30. Ela conta que, cada vez que aplica o produto, sente seu rosto renovado “Até agora, os resultados são ótimos.Com certeza o creme com base de retinol cumpre todas as promessas e previne as rugas em longo prazo”, acrescenta a moça.
Mas, afinal de contas, o que é o retinol?
O retinol é a uma molécula da vitamina A, a forma alcoólica do ácido retinoico. O ácido retinoico é a substância com maior comprovação científica de agir contra o envelhecimento e a formação de acne. Seu efeito se dá sobre o material genético da célula, aumentando assim a capacidade de renovação da pele.
O ácido retinoico é um excelente aliado para quem quer suavizar as marcas no rosto. O início do tratamento, porém, pode ser complicado, porque o uso contínuo do produto tende a deixar a pele avermelhada, ressecada, com sensação de ardor e descamada. Por isso, essa substância requer recomendação médica e receita.
Já o retinol tem ação mais leve que do ácido retinoico. Na prática, isso significa que os resultados demoram um pouco mais para acontecer. Em compensação, a pele aceita melhor. O retinol pode ser usado em forma de creme ou sérum, sempre à noite e regularmente. É um útil aliado para a hidratação e o rejuvenescimento da pele.
Preste atenção na hora de escolher o cosmético
O retinol não precisa de receita e pode ser encontrado em diversos cosméticos. De qualquer forma, sempre considero importante a consulta ao dermatologista antes da aplicação de qualquer produto. Há diversas indicações e contraindicações para uso dessa substância. Gestantes e lactantes, por exemplo, não devem usar retinol sem a aprovação de um médico.
No Brasil, os cremes e séruns à base de retinol só podem conter, no máximo, o teor de 0,3%, conforme determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Produtos com maior concentração de retinol só podem ser adquiridos com receita médica.

www.espacosauderio.com.br
segredos para pele jovem

Se voce deseja descobrir os segredos para manter a pele jovem.Acesse o site:www.espacosauderio.br/tratamentos-faciais

Gordurinhas que fazem mal ao coração !

vanquish

Gordura Localizada faz mal ao coração !

Quem pensa que tratamentos estéticos servem apenas para realizar um ideal de beleza está muito enganado. Gordurinhas na cintura não incomodam apenas pelo visual – elas podem ser sinal de doenças perigosas no coração. Um estudo da Universidade Johns Hopkins, realizado com 200 pessoas com diabetes, mostram que, quem tinha a circunferência maior da cintura tendia a sofrer problemas no ventrículo esquerdo, responsável por bombear sangue rico em oxigênio para o cérebro e para o resto do corpo. Em resumo, as medidas da cintura apontavam a propensão a problemas cardíacos com mais eficácia do que outros fatores costumeiramente usados, como o peso total ou o índice de massa corporal do indivíduo.

Portanto, se você está com aqueles pneuzinhos na cintura, é hora de eliminá-los. Há algum tempo, a lipoaspiração ou a abdominoplastia apareceriam como primeira (e, talvez, única) alternativa para resolver o problema. Mas, indiscutivelmente, são opções mais caras e muito invasivas. Além da cirurgia, o mercado oferece alguns tratamentos, como a lipocavitação – um procedimento feito com ultrassom – e a criolipolise, uma terapia que consiste em resfriar a pele até “congelar” as células adiposas.

Gordura Localizada
www.espacosauderio.com.br

Esses procedimentos até apresentam bons resultados, mas, em termos de dermatologia estética a estrela do momento para combater a gordura localizada na cintura é o Vanquish BTL. Trata-se de um aparelho não invasivo, que segue o princípio oposto ao da criolipólise: em vez de congelar, ele aquece a pele a uma temperatura de até 45 graus centígrados. Com isso, atinge sua camada mais profunda e “derrete” as células de gordura, que são eliminadas pelo sistema linfático.

Vanquish BTL
www.espacosauderio.com.br/tratamentos-corporais

O aparelho do Vanquish BTL usa radiofrequência e dispensa anestesia. O tratamento tem baixo risco de efeitos colaterais e seu efeito fica restrito à área em que é feita a aplicação – ou seja, os músculos e as camadas mais superficiais da pele não são afetados. Em quatro sessões semanais, de 45 minutos cada, é possível perder até 40% da gordura localizada. Detalhe: se, após o procedimento, você engordar até quatro quilos, os pneuzinhos não voltam. E você verá o resultado completo um mês após a última sessão.

Se voce desejar saber mais sobre o assunto acesse o nosso site  : www.espacosauderio.com.br/tratatamentos-corporais